FieldNETAdvisor_NickHatcher_Cattle_02_57x38-100-1536x1024
05 • 05 • 2021 | POR: administrador

Pensou em Irrigação? A Pivot tem!

O grupo Pivot é conhecido por ser referência em vender sistemas de irrigação de pivôs centrais, entretanto  também atende outros tipos de projeto para o segmento. Para se ter uma ideia, além do que foi citado, os sistemas oferecidos abrangem os tipos de irrigação localizada (sendo elas de aspersão, de pasto, microaspersão e gotejamento) e os de jardim. 

O cliente procura essas técnicas de irrigação, por ser uma solução aos problemas encontrados, devido a baixa disponibilidade de água ou a irregularidade de chuvas em sua região. Segundo o gerente comercial corporativo Silvio Dias, “A Pivot ao longo de toda a sua história já instalou cerca de 7800 pivôs centrais. Isso representa cerca de um terço do total já vendido no Brasil”, afirma.

Além dos pivôs centrais, a  concessionária também oferta peças para todos os tipos de sistemas de irrigação. Ao pensar em um projeto para irrigar é importante levar em conta a qualidade das peças que o compõem, sendo essencial realizar uma boa combinação. Já que são esses equipamentos responsáveis por praticar o balanceamento dos recursos hídricos e assim alcançar bons resultados na produtividade da área irrigada.

Além de planejar bem os sistemas, é importante conhecer os fornecedores para a reposição de peças para irrigação na hora da manutenção das peças. Na busca por oferecer equipamentos de qualidade, o grupo Pivot é parceiro da Rain Bird e da NaanDanJain, ambas especializadas em sistemas de aspersão, microaspersão, gotejamento, irrigação de pastos e as de paisagismo, atendendo os jardins.  

Rainbird ESP-9V over shoulder

Aliás, para saber o momento certo da troca é necessário realizar a manutenção preventiva e o acompanhamento diário da produção, observando as condições do solo e a temperatura constantemente. Pois são essas alterações que podem gerar alguma mudança nas peças para irrigação e prejudicar seu funcionamento. Assim, algumas das peças da irrigação que podem ser trocadas são: filtros, válvulas de acionamento, injetores, engates e, até mesmo, a automação dos sistemas. No entanto, o que vai diferenciar os modelos é o tipo de irrigação que está sendo utilizada em determinado ambiente.

Contudo, a irrigação é uma prática agrícola, que utiliza um conjunto de equipamentos e técnicas para suprir a deficiência total ou parcial de água para as áreas plantadas. A ferramenta consiste no fornecimento de uma determinada quantidade de água ao solo em uma área específica, e para que no momento certo, possa criar a umidade ideal para o desenvolvimento das plantas e também para boas condições nos pastos. 

Esses sistemas de irrigação são dimensionados para atender às necessidades daquela área. Ambos os métodos permitem fazer a irrigação somente na região da planta, aplicando a água apenas onde ela será absorvida pela plantação. Todo esse mecanismo acaba representando uma economia nos custos, podendo economizar em água e energia.

Segundo a Agência Nacional de Águas (ANA), cerca de 72% da água captada no território brasileiro vai para a produção agrícola, o que representa em média 70% da captação em comparação com o restante do mundo. Ainda de acordo com a ANA, o Brasil atualmente está entre os países com maior área irrigada do planeta, embora utilize apenas uma pequena parte do seu potencial para a atividade

O consumo excessivo de água, acaba dando uma visão equivocada sobre o uso no agronegócio. Entretanto, a economia de água na irrigação é possível, sendo que pode chegar a cerca de 30%, dependendo do sistema de produção usado, conforme também do tipo solo, clima, técnicas de cultivo e da espécie cultivada.

Para ter um sistema de irrigação, no caso dos pivôs centrais depende de uma concessão pública, já para os outros segmentos de irrigação, basta ter uma fonte de água. No Brasil, a Agência Nacional de Águas (ANA)  é o órgão emissor dessa concessão, sendo necessário cumprir os requisitos propostos, como respeito à disponibilidade hídrica local para garantir a qualidade e o controle na utilização das águas.

Os inúmeros métodos e tipos de sistemas existentes podem dificultar a decisão da melhor opção.  Por isso, no momento de montar o seu sistema de irrigação e também quando necessitar de equipamentos para manutenção, a Pivot conta com profissionais especializados para melhor atender a essas necessidades do cliente, pois “pensou em irrigação, a Pivot tem”. 

COMPARTILHE

Artigos Relacionados

IMG_7911-1536x1024

Dia Nacional da Agricultura Irrigada

No Brasil, o dia 15 de junho é celebrado como o dia da agricultura irrigada. Apesar de um potencial imenso para a irrigação, o país aplica esta tecnologia em menos de 10% da área agrícola, equivalente a cerca de 7 milhões de hectares.

VER MAIS
reflorestamento

Dia Mundial do Meio Ambiente

No dia 05 de junho é comemorado o Dia Mundial do Meio Ambiente. A data foi criada em 1972, na Assembleia Geral das Nações Unidas, a ONU. O evento marcou a abertura da Conferência das Nações Unidas sobre o Ambiente Humano, ficando conhecida como Conferência de Estocolmo.

VER MAIS