fbpx

Qual o momento certo de trocar o pneu do trator?

Hoje independentemente da frequência e do tipo de manutenção preventiva realizada, uma hora será necessário trocar o pneu, pois ele tem uma vida útil limitada. Fatores como tipo de cultura, porte da máquina e região também interferem na durabilidade do pneu. modos de operações, velocidade podem contribuir para o alongamento da vida do pneu. 

  • Três fatores principais devem ser observados para troca dos pneus:
  • Avaliação visual sempre verificar a altura das garras do pneus se estão desgastadas, isso pode influenciar na relação de avanço e na transmissão de potência e dentre outros fatores já pode evidenciar a necessidade da troca.
  • Comportamento do veículo:  Desempenho reduzido na capacidade de tração pode ser um indício de que o pneu já chegou ao limite. 
  • A produtividade agrícola está diretamente relacionada com o desempenho dos tratores, a utilização de pneus com tecnologias superiores podem elevar a produtividade, há em diversas culturas.

Calibragem (Pneus Agrícolas)

Hoje a grande importância que os pneus sejam calibrados de acordo com a pressão correta pelo fabricante. 

Pode trazer grande benefício na operação, inclusive na economia de combustível (1º custo das frotas), a baixa pressão reduz o diâmetro externo forçando a máquina e   consequentemente aumento do combustível, em determinados casos pode reduzir em 20% o consumo direto, economia gigantesca na operação.

Nosso produtor rural ou o operador da máquina deve consultar o manual da máquina, os fabricantes de pneus ou os distribuidores para saber qual é a pressão correta para o pneu, informação que varia de acordo com o tamanho do eixo dianteiro e traseiro da máquina. Hoje a pressão sempre varia de acordo com a capacidade de carga da máquina agrícola, seja ela uma colheitadeira, trator ou implemento tendo isso em trazer grande ganhos na lavoura!

Tipos de banda de rodagem 

Existem 5 principais tipos de banda de rodagem, indicados na figura acima. 

  • R1: São os mais comuns para agricultura, e são adequados para a maioria das condições de solo.
  •  R1W: as garras são 20% maiores que o R1, por isso, geram maior tração em solos úmidos, possuem maior durabilidade, especialmente quando o trator roda bastante em estradas.
  •  R2: usados para terrenos com muita lama, úmidos e com pouca sustentação, como arroz irrigado. As garras são quase o dobro do R1, e mais espaçadas para evitar que a lama grude no pneu. 
  • R3: garras pouco agressivas, para uso em superfícies que requeiram mínima movimentação, como gramados, campos de golfe, aeroportos, etc. 
  • R4: pneus para uso industrial e construção. 

E temos a tecnologia IF / VF

  • Pneus agrícolas devem ser bastante flexíveis para permitir o transporte de cargas pesadas sem compactar demais no solo. As tecnologias IF e VF apresentam estrutura com maior flexão que opera a baixa pressão suportando cargas maiores e oferece maior superfície de contato com o solo.
  • IF – INCREASED FLEXION: FLEXÃO MODERADA
  • Pneus projetados para suportar 20% a mais de carga sob a mesma pressão.
  • VF – VERY HIGH FLEXION: FLEXÃO MUITO ALTA
  • Pneus projetados para suportar 40% a mais de carga sob a mesma pressão.
  • O diferencial inovador das gamas de pneus fabricados com as Tecnologias IF e VF está no seu design. Os aros são mais amplos e os ombros foram reforçados para oferecer maior resistência, mesmo com o alto nível de flexão. Desta forma, há aumento na resistência da carcaça mesmo com excessivas tensões mecânicas provocadas pela carga ou pela velocidade.

    Por sua vez, o composto de borracha de baixa histerese limita a geração de calor, fazendo com que o pneu dure mais. Já a banda de rodagem – mais plana – reduz a compactação do solo e assegura uma vida longa ao pneu.
    A área de flexão é a mais ampla possível, com objetivo de aumentar a flexibilidade dos flancos e permitir uma direção altamente confortável. Todas essas características fazem com que os pneus possam suportar as mesmas cargas que os pneus radiais tradicionais, mas com pressão inferior.

Qual local ideal para armazenar seus Pneus Agrícolas!

Hoje os cuidados com o armazenamento também fazem parte da manutenção dos pneus agrícolas.

 O armazenados de pneus montados não é recomendado, assim como máquinas parada por um período de 15 dias podem contribuir com algum dano nos pneus. Mas se isso for necessário devido a algumas necessidades específicas da propriedade, é importante seguir algumas recomendações:

  • Não deixe o pneu em contato com água, graxa ou óleos, ou produtos a base de petróleo.
  • Não o deixe próximo a motores elétricos (eles liberam ozônio, gás prejudicial ao material do pneu).
  • Ande com as máquinas de forma recorrente ou as deixem sobre cavaletes.

Clique aqui para falar diretamente com nosso especialista em Pneus Mitas Trelleborg

Ver todas as publicações