fbpx

Irrigação por microaspersão – veja como funciona

Os sistemas de irrigação que existem no mercado são vários e o que os diferencia é a necessidade da área a ser irrigada, além dos equipamentos utilizados. E dentre eles há o de microaspersão, no qual são utilizados os microaspersores que jogam a água em gotas simulando uma chuva, atendendo todos os tipos de áreas. 

Os microaspersores podem ser usados para diversas culturas, tanto frutíferas de maior espaçamento, quanto para as de espaçamento menor também, além de ser utilizado em horticultura. Cada microaspersor pode ser colocado um para cada raio da área irrigada, como é o caso da cultura de frutas de maior espaçamento. Se for o caso de uma área ainda maior, é recomendado utilizar microaspersores de vazão acima de 50 litros por hora, pois a água deve sempre chegar ao redor para poder molhar as raízes. 

Os principais materiais utilizados nos sistemas de irrigação atualmente para compor a malha hidráulica são tubos de PVC e tubos PEMD (Polietileno de Média Densidade). Os tubos PVC devem ser obrigatoriamente enterrados, exceto nos sistemas móveis. Já os tubos PEMD, por se tratar de um material flexível, podem ficar expostos, dispensando a necessidade de abertura de valetas pois suportam as variações de temperatura, exposição ao sol e pisoteio do gado, de veículos leves e pesados. 

O sistema de microaspersão pode ser instalado em qualquer tipo de solo, isto é, aqueles com muita areia, argila, ou muito barro. Em solo ou terra muito arenosa esse sistema é um dos mais indicados. Para um microaspersor funcionar bem é necessário uma pressão equivalente a 13 metros ou mais de diferença de nível entre o reservatório e a área a ser irrigada.

Tipos de Sistemas

Dentre os sistemas de irrigação por microaspersão, há uma divisão em subseções, e elas são divididas em: 

Sistema móvel – Nesse caso é utilizada uma tubulação superficial de PVC com engate rápido ou PEMD, que é trocada de lugar à medida que a irrigação vai sendo aplicada na área. Esse modelo possibilita fazer a irrigação utilizando menos tubulação, porém demanda muita mão de obra.

Sistema fixo manual – Essa opção consiste em instalar toda a malha hidráulica na área deixando apenas o acionamento da bomba e troca de setores de forma manual. Requerendo menos mão de obra para efetuar a irrigação.

Sistema fixo automático – Obedece ao mesmo princípio e dimensionamento hidráulico do sistema fixo manual, porém tem o acionamento e operação automáticos. Além de não requerer mão de obra, possibilita instalar acessórios como sensor de chuva e umidade para otimizar a irrigação.

Para melhor atender a necessidade dos clientes, existem no mercado os mais variados tipos e maneiras possíveis para a irrigação de microaspersão. Por isso, no momento de montar o seu sistema de irrigação e também quando precisar de equipamentos para manutenção dos mesmos, é importante contar com profissionais especializados. E o grupo Pivot conta com uma equipe pronta para melhor atendê-lo, afinal de contas são mais de 30 anos de experiência no ramo dos sistemas de irrigação. Por isso não se esqueça, “Pensou em irrigação? A Pivot tem!”

Ver todas as publicações