fbpx

Despoeiramento de pasto em confinamento

Quando se pensa em sistemas de irrigação, normalmente são para suprirem a necessidade hídrica das plantações. Entretanto, além disso o método tem outra utilização, que é o de auxiliar na criação de animais. Pois, um dos grandes problemas nos confinamentos de gado, principalmente os que ficam à céu aberto, é a poeira levantada pelo pisoteio dos animais.

Essa poeira acaba sendo aspirada pelo gado e pode acarretar no desenvolvimento  de alguns problemas respiratórios, como a pneumonia, que consequentemente afeta a taxa de conversão alimentar e impede o gado de ganhar peso. Além disso, evita também o aparecimento de doenças nos cascos do animal e a proliferação de moscas no local. 

Uma das soluções para essa problemática é fazer um sistema de despoeiramento. A técnica oferece manter o confinamento com uma umidade ideal, para a poeira não levantar. Portanto, esses sistemas de irrigação normalmente são dimensionados para cobrir no mínimo uma área de 70% do curral e sempre resguardando uma distância de aproximadamente 1,5 metro dos cochos de alimentação. 

Esses sistemas requerem uma lâmina normalmente de entre 3 e 6 mm (milímetros) por dia. E a aplicação pode ser dimensionada em 2 turnos de rega diários, sendo um pela manhã e o outro à tarde. Os sistemas de despoeiramento normalmente são feitos de três maneiras: a microaspersão invertida, a aspersão convencional e aspersão por canhão.

Microaspersão invertida: Nesse tipo de sistema são instalados postes nas extremidades dos currais e passados cabos de aço ao longo de toda linha do confinamento. Nos cabos de aço são instalados tubos flexíveis com microaspersores invertidos fazendo assim o controle da poeira.

Aspersão convencional: Quando utilizamos a aspersão convencional para controle de poeira, os aspersores normalmente são instalados no centro do curral e nas cercas de divisão dos currais.

Aspersão por canhão: Como os canhões têm um raio de alcance maior que os aspersores convencionais, é possível posicionar os canhões nas cercas que fazem divisa com as ruas do confinamento. Os canhões aspergem a água somente para dentro dos currais fazendo um ângulo de giro de 180°. Nesse tipo de sistema não é necessário instalar um poste de sustentação de aspersor no centro do curral.

Os vários tipos de maneiras possíveis para a irrigação de despoeiramento, podem dificultar a escolha da que melhor atende a necessidade do criador de gado. Por isso, no momento de montar o seu sistema de irrigação e também quando precisar de equipamentos para manutenção dos mesmos, a Pivot conta com profissionais especializados para melhor atender a essas necessidades do cliente, pois “Pensou em irrigação? A Pivot tem!”.

Ver todas as publicações